O mundo das palavras: aprendizado, transformação e maturidade no livro “O que a vida me ensinou”.

Link do livro em PDF no final da resenha!

A vida nos proporciona inspiração para vivermos de maneira melhor, mas isso é uma escolha individual. Aprender é consequência natural da interação com outras pessoas, independente se aquilo que vivemos é bom ou ruim. Muitas vezes é difícil perceber essa lógica, pois durante a jornada de crescimento vamos nos tornando adultos demais, ou seja, mergulhamos em excesso no mundo dos compromissos, obrigações e boletos.

Eu sempre gosto de ler livros que provocam para me resgatar deste estágio do ser humano… desse estágio de muita racionalidade e pouca contemplação. Neste ano, uma surpresa muito boa foi o livro “O que a vida me ensinou”, do professor e filósofo Mario Sergio Cortella. Já expus aqui no blog a admiração que tenho pelo trabalho do Cortella.

Com simplicidade e conhecimento, Cortella nos presentei com um passeio por reflexões e provocações sobre os mais diversos aspectos da vida, conduzindo quem lê por um gradual processo de transformação. É gradual porque cada frase que você destaca tende a gerar uma necessidade de análise de aspectos pessoais, da postura diante do mundo, e da qualidade das suas relações, por exemplo.

Eis alguns tópicos abordados no livro: “o que se aprende com óbvio, “a sociedade da exposição”, “saudade e nostalgia, raízes e âncoras”, “sexo, o simples e o complexo, e “felicidade como vitalidade. Este livro traz interessantes reflexões para analisarmos como anda o autoconhecimento. Para que você possa se sentir convidado (a) à leitura, deixo a seguir algumas frases do livro:

“O amor é um produto da convivência, da admiração, do pensar sobre o outro, do sentir a ausência de maneira calma, e não do desespero”.

“A divergência é admissível, até desejável, mas ela nunca pode conduzir à anulação do outro, daquele que pensa diferente de você”.

“Como estamos acomodados com o que somos, o outro é que nos ensina e nos liberta das nossas amarras e âncoras”.

“Não é o erro; é a correção do erro que ensina”.

“Flexível é aquele que muda quando considera adequado mudar. Volúvel é aquele que muda por qualquer coisa”.

LIVRO: O que a vida me ensinou.

AUTOR: Mario Sergio Cortella.

EDITORA: Saraiva.

BAIXE O LIVRO >> O QUE A VIDA ME ENSINOU.

Depois da leitura, compartilha comigo o que você achou do livro!

Grande abraço!

Paz e bem.

Por Ricardo Verçoza – Professor e escritor.

Siga o blog nas redes sociais!

Instagram: @pensebem.blog

Facebook: blog.pensebem

Twitter: @Blog_PenseBem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.