“Ela é sincera… só isso”

Ela era desse jeito, E todos sabiam… Toda cheia do direito, Satisfeita com sua sinceridade, Sempre mostrando a verdade, Aqui e acolá. Ela era desse jeito, Apontando cada detalhe imperfeito, Não importava a quem, Seja estranho ou pessoa de amizade, Ela falava sem dó nem piedade, Valendo-se tão somente de uma falsa honestidade! Ela era…

Uma hora a gente cansa…

Uma hora a gente cansa… De tanta reclamação desnecessária, Para as coisas pequenas, Em situação temporária. Uma hora a gente cansa… Da falta de reconhecimento, E na rotina diária, Da falta de sentimento. Uma hora a gente cansa… De buscar a compreensão, Para achar uma solução, Quando o que se recebe, Só causa inquietação! Uma…

A tal da Expectativa…

Uma projeção… E a representação de uma ideia. Tão simples assim? Antes fosse… A tal da expectativa gera esperança e ilusão, Impulsiona ou magoa o coração, Quando somos conduzidos a acreditar, Que tudo aquilo que pensamos, Um dia vai se concretizar. Como uma discreta semente, Dia após dia e mesmo sem perceber Vamos regando-a, Nunca…

As pessoas não falam mais assim…

Com o tempo cronometrado, Com as atividades do dia a dia, E a necessidade de ganhar dinheiro… Esquecemos tanta coisa… Inclusive… Esquecemos de nos declarar. Em um relacionamento, esquecer de se declarar é um estar junto sem estar… é um doce com sabor de amargo… é um amar pela metade. E sinceramente… amar pela metade…