Semear, ceifar… Ação do tempo a passar

O tempo que passou, Astuto, de mim levou, O que outrora chamava de amor, Sobraram resquícios, certeza de dor. Continua o passar do tempo, Que me leva ao breve momento, Em que o amor entre nós existia, Antes do fim pujante, que agora angustia. O tempo, que parece ser semeador, Também é o mesmo impetuoso…