Despertar!

Uma nova rotina, Um passo diferente A cada dia… A vontade de desistir Persiste… Às vezes quero A mudança, Noutras vezes Só quero ficar quieto, Mergulhado nos Pensamentos, Na preguiça Que me abraça, E no cansaço Sempre presente. Mas fazer o diferente Transforma a gente, E nos tira Daquela zona de conforto, Quando nos provoca,…

Precisamos urgentemente parar para respirar!

Nunca ouvi tanta gente reclamando de cansaço. Mais do que cansados, estamos exaustos. Exaustos de passar dia após dia fazendo coisas que nos afastam cada vez mais de quem verdadeiramente somos. Exaustos de tentar corresponder ao que esperam de nós, de correr para conquistar nosso lugar, de provar que somos capazes, de lutar. E se…

O mundo das palavras: rotina, foco e percepção de valor no livro “Essencialismo – a busca disciplinada por menos”

Nem sempre na nossa vida ter muita coisa para fazer significa que está tudo bem, ou que funciona como o planejado (se é que existe um). Fomos nos acostumando com a correria do mundo atual, e pouco a pouco internalizamos a ideia da pessoa e do profissional multitarefa, e como consequência, acumulamos compromissos, atividades, reuniões,…

Autenticidade com diversão é difícil imaginar?

Bobo. Não como tolo…não como fútil, mas como alguém que ao realizar alguma coisa, tempera suas ações com diversão…com leveza. Na sociedade das atividades cronometradas, precisamos enxergar o tempo como aliado e não como um elemento mortal que nos faz perder momentos belos. Teoria. Conserto. Compromisso. Aula. Trabalho. Relação. Aprendizado. Almoço. Tantos são os afazeres…

Quando a rotina tem seu valor!

Quando tudo está bem os momentos passam diante dos nossos olhos e não prestamos atenção. Automatizamos o nosso olhar, a maneira como conversamos… esquecemos de ouvir quem importa e deixamos de fazer gestos de afeto. Quando tudo está bem às vezes esquecemos o valor da gratidão. Acordar bem após uma noite de sono não basta……

Hábitos!

Nós, do campo do estudo, da Ciência, da Epistemologia, que é a própria teoria da ciência, nos dedicamos a olhar o quanto que o hábito pode obscurecer a nossa capacidade crítica. As coisas feitas por um hábito podem ficar privadas da capacidade crítica, de reflexão, de peneirar o que serve e o que não serve…