O exercício de reaprender a ouvir.

Reaprender a ouvir, É uma provação para a atenção… É ficar ao invés de partir, Um hábito que vem do coração. Reaprender a ouvir, É ter disposição para sentir, Aspectos além da razão, Que misturam fé e compaixão. Reaprender a ouvir, É um exercício de amor, E se você se permitir, Desfrutarás da vida e…

Liberte sua alma da gaiola.

Nossa sociedade nos estimula a buscar conforto. A maioria dos produtos e serviços anunciados dia e noite é criada para nos deixar mais acomodados, tendo que passar por menos contratempos. No entanto, somente o desafio leva ao crescimento. Somente o desafio testa nossas habilidades e nos torna melhores. Somente o desafio – e a automotivação…

Tecnologia, presença e comunicação.

Nossa necessidade inata de conexão torna muito mais reais e perigosas as consequências da desconexão. Às vezes, apenas supomos estar conectados. A tecnologia, por exemplo, tornou-se uma espécie de impostora de vínculos, levando-nos a crer que estamos conectados quando, na verdade, não estamos – pelo menos não do modo que precisamos estar. Em nosso mundo…

A importância de estabelecer limites e responsabilidades.

Estabelecer limites e responsabilizar as pessoas por seus atos é muito mais trabalhoso do que constranger e culpar. Mas é também muito mais eficaz. Constranger e atribuir culpa sem responsabilização é um veneno para casais, famílias, organizações e comunidades. Quando não estabelecemos limites nem responsabilizamos as pessoas, nos sentimos usados e destratados. É por isso…

Dica de leitura: relacionamentos, vulnerabilidade e independência emocional no livro “Amor sustentável”.

Mais do que parece. Eu não sei se você já teve essa impressão quando terminou um livro que aparentemente parecia um “autoajuda vazio” (ou de qualquer outro gênero) e ficou surpreso/surpresa com o desenvolvimento da leitura – do começo ao fim. Essa foi a conclusão que cheguei ao terminar o livro “Amor sustentável – como…

Todas as conexões ensinam

Ah, as conexões! Tem aquela que chega de mansinho, vai criando laço, devagarinho, no ritmo dela, com calmaria de brisa de fim de tarde, faz sua morada na vida. Tem a que chega feito furacão, bagunça tudo, arrepia a nuca, coloca pimenta nos lábios, calor no coração, vem para sacudir e abalar as estruturas da…

Fábula “A lição da tartaruga”

Eu percebia que meu comportamento aborrecia muito os meus pais, porém pouco me importava com isso. Desde que obtivesse o que queria, dava-me por satisfeito. Mas, é claro, se eu importunava e agredia as pessoas, estas passavam a tratar-me de igual maneira. Cresci um pouco e um dia percebi que a situação era desconfortante. Preocupei-me,…