Fábula “O rio e o oceano”.

Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme de medo. Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre.…

Fábula “A escola da vida”.

Um erudito atravessava de barco um rio e, conversando com o barqueiro, perguntou: – Diga-me uma coisa: você sabe botânica? O barqueiro olhou para o erudito e respondeu: – Não muito, senhor. Não sei que história é essa… – Você não sabe botânica, a ciência que estuda as plantas? Que pena! Você perdeu parte de…

Fábula “Sempre há tempo para amar”.

Quando Joey tinha somente cinco anos, a professora do jardim de infância pediu aos alunos que fizessem um desenho de alguma coisa que eles amavam. Joey desenhou a sua família. Depois, traçou um grande círculo com lápis vermelho ao redor das figuras. Desejando escrever uma palavra acima do círculo, ele saiu de sua mesinha e…

Fábula “Deixe a raiva secar”.

Mariana ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá, todo azulzinho, com bolinhas amarelas. No dia seguinte, Júlia, sua amiguinha, veio bem cedo convidá-la para brincar. Mariana não podia porque ia sair com sua mãe naquela manhã. Júlia, então, pediu à coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que…

Fábula “O sapo e o buraco”.

Um dia, nasceu um sapinho e, quase que no momento do seu nascimento, ingênua e inadvertidamente, caiu num buraco: ploft! Ali ficou. Era razoavelmente amplo, tinha água, era escurinho, aquecido, livre de perigos, havia o necessário para a sua sobrevivência, enfim, era um mundo maravilhoso. O tempo foi passando, o sapinho transformou-se em sapo, sapão… e um…

Fábula da rosa.

Um homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente.   Antes que ela desabrochasse, ele a examinou e viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou: “como pode uma flor tão bela, vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados?” Entristecido por este pensamento, ele se…

Eu merecia…

Eu merecia mais do que lágrimas e desprezo, Mais do que descontentamento e horas de silêncio aguardando, em vão, que você me procurasse. Eu merecia ser vista por inteiro sem precisar esconder as partes de mim que você julgava inconvenientes. Eu merecia mais do que a culpa, Mais do que acreditar que amor e pesar…

O mundo das palavras: problemas, aprendizados e superação no livro “Mais forte do que nunca”.

Uma leitura revigorante! Alguns livros me fazem pensar em aspectos da minha vida com provocações intensas e inquietantes, já que é possível adquirir conhecimentos a partir da perspectiva de outras pessoas – especialmente quando o assunto envolve emoções. Mas é claro que preciso estar com a mente aberta, porque muitas vezes preciso ter que confrontar…