O mundo das palavras: informação, monopólios e sociedade no livro “O mundo que não pensa – a humanidade diante do perigo real da extinção do Homo Sapiens”

Velocidade. Esta é uma característica forte que permeia atualmente nossa rotina atual, com impactos nos mais diversos ambientes e relacionamentos. Velocidade na comunicação (no conhecimento e na transmissão dos fatos), nas vendas, nas tarefas que precisam ser realizadas e nos mínimos detalhes que formam a nossa vida. Bem… você pode achar que eu estou exagerando,…

O mundo das palavras: oralidade, tempo e conexão humana no livro “A arte de contar histórias no século XXI – tradição e ciberespaço”

“Acho que o contador precisa, antes de ele querer contar a própria história, encarar sua própria história. E nós tempos dificuldade, muitas vezes, de parar nessa correria do tempo, de você precisar de dinheiro, de você ter que pagar conta, de você ter que correr atrás de um currículo cada vez melhor para se manter…

O mundo das palavras: autoconhecimento e relacionamento no livro “Verdade? – porque nem tudo o que ouvimos ou falamos é verdadeiro”

A vitória é como uma espada: ninguém se senta sobre ela. Se parar de se esforçar por se considerar vitorioso, será cortado ao meio (p. 61). As palavras têm muita força para mim, pois podem funcionar como gatilhos para ideias e ações. Muito dessa perspectiva é refletida nos textos que escrevo e em minhas atitudes…

O mundo das palavras: comportamento e sustentabilidade no livro “O que é meu é seu – como o consumo colaborativo vai mudar o seu (o nosso) mundo”.

“A convergência de redes sociais, uma crença renovada na importância da comunidade, preocupações ambientais urgentes e a consciência de custos estão nos afastando das formas antigas, desequilibradas, centralizadas e controladas de consumismo, e nos aproximando de meios de compartilhamento, agregação, abertura e cooperação. O planeta é um só… e precisamos cuidar dele por que é…

O mundo das palavras: vontade, engajamento e vida no livro “Guerreiros não nascem prontos”

Um livro que aborda quem é incomum. “Um grande lutador será aquele que mais conseguir ampliar o seu limiar de dor” – Ricardo Morgati, mestre de Jiu-jítsu. Eu tive inicialmente um certo desdém pelo livro “Guerreiros não nascem prontos”, meio contraditório. O título me chamou atenção (confesso) na prateleira da livraria e seu sumário também. Gosto…