Um dia a gente…

Um dia a gente aprende a contemplar a vida, sem pressa, sem olhar de forma alucinada as horas… sem pressão. A gente acorda cedo, respira a maresia, senta na areia e só contempla. Olhando o infinito azul, a gente compreende que o sentimento de gratidão é o que mais preenche o nosso peito e a…

O mundo das palavras: autoconhecimento e relacionamento no livro “Verdade? – porque nem tudo o que ouvimos ou falamos é verdadeiro”

A vitória é como uma espada: ninguém se senta sobre ela. Se parar de se esforçar por se considerar vitorioso, será cortado ao meio (p. 61). As palavras têm muita força para mim, pois podem funcionar como gatilhos para ideias e ações. Muito dessa perspectiva é refletida nos textos que escrevo e em minhas atitudes…

O improviso e a arte de ser mãe!

No começo é tudo especulação, Um pressentimento do coração, Por um sonho sempre desejado, De um filho por muito aguardado. O tempo de espera acabou… E conheceste um amor, Que jamais imaginaste sentir, E mesmo antes de tudo o que estava porvir, Tu estavas em festa! Todo amor em forma de atenção, Para acalentar e…

O mundo das palavras: fé, ciência e provocação no livro “Crer ou não crer – uma conversa sem rodeios entre um historiador ateu e um padre católico”

Um debate estranho, e no mínimo inusitado! É desta forma que eu posso caracterizar o encontro de Padre Fábio de Melo e Leandro Karnal no livro “Crer ou não crer – uma conversa sem rodeios entre um historiador ateu e um padre católico”. O livro me chamou atenção por conta de uma entrevista que os…

A beleza da vida e seus detalhes!

A expectativa que cresce na intensidade da batida do coração, Esperando o momento de vivenciar um pouco da criação, Da obra e bênça de Deus, É a mesma que me sacode o corpo para uma das maiores aventuras, Preenchida com cor, sabor e ternura! O amor é a essência desta mistura, Para moldar uma nova…