Empatia seletiva.

Habita em nós uma necessidade de ter atenção dos outros. Posso dizer que essa necessidade vai mais além e se torna em um desejo, ou seja, algo mais potente e que faz parte da natureza humana. Precisamos entender isso como natural, pois deve existir um orgulho saudável em ser o que somos e fazer o…

O mundo das palavras: reflexão, desenvolvimento e vida no livro “A monja e o poeta”.

Você já esteve presente em um encontro com pessoas extraordinárias onde admirou cada palavras delas? Você se viu numa situação de compartilhar boas reflexões somente ouvindo outras pessoas? Bem…isso aconteceu comigo, não presencialmente, mas lendo o livro de Allan Dias Castro e da Monja Coen. “Amadurecer a relação não é desistir, ir embora, fugir, enganar.…

Quais são nossos maiores medos?

Nosso maior medo não é o de sermos inadequados…nosso maior medo é o de sermos poderosos além da conta. É nossa luz, e não as nossas trevas, que mais nos apavora. Você é um(a) filho(a) de Deus. Você se fazer de pequeno não ajuda o mundo. Não há nada de iluminado em se encolher para…

Faça sua alma falar.

Ninguém precisa sentir vergonha de falar sozinho. Se você quer entender o que está acontecendo na sua vida, nada melhor do que conversar consigo mesmo. Nenhuma outra pessoa tem tanta informação sobre seus problemas e ninguém mais conhece tão bem suas habilidades e seus talentos. E não existe alguém que possa fazer mais por você…

Nem sempre é bom se sentir em casa.

Uma vez, quando Steve Hardison e eu discutíamos alguns dos velhos hábitos que me dificultavam a realização de objetivos profissionais, perguntei, frustrado: – Mas por que eu faço essas coisas? Se sei que me prejudicam, por que continuo a agir assim? – Porque elas são como a sua casa – disse Steve. – Quando faz…

Fábula “O dono das abóboras”.

João e André eram vizinhos e amigos. Um dia, João plantou alguns pés de abóbora, mas como o seu terreno era inclinado, as ramagens direcionaram-se para o terreno de André, logo florescendo e gerando razoável produção. João e André consumiam e vendiam as abóboras, aleatoriamente, sem problemas. Mas, com a entrada do dinheiro, surgiram as…