O mundo das palavras: oralidade, tempo e conexão humana no livro “A arte de contar histórias no século XXI – tradição e ciberespaço”

“Acho que o contador precisa, antes de ele querer contar a própria história, encarar sua própria história. E nós tempos dificuldade, muitas vezes, de parar nessa correria do tempo, de você precisar de dinheiro, de você ter que pagar conta, de você ter que correr atrás de um currículo cada vez melhor para se manter…