No lago azul

Sob um afastado lago, olho o espaçado céu azulado, Calmo e deitado de dentro, de nosso barquinho alugado. Vejo teus olhos azulados. Mostrando-me que por ti sou amado, Tua mão que desce prestando afago, é a que beijo por dá tão grande agrado. Sopra um vento daqui, d’aculá. Entrecortado vem teu cabelo assanhar. – Minha…