Oi 2022… seja muito bem-vindo!!

O tempo passou, E com isso nasceram algumas certezas. Certeza que os dias sombrios se foram… Certeza que Deus continua sendo bom… Certeza que tudo aconteceu da maneira que deveria acontecer, e em um formato perfeito para que eu pudesse aprender. Aprendi que a gente precisa escolher todos os dias… A cada segundo… Incansavelmente. Aprendi…

Carta ao Ano Novo!

Não me sinto bem com despedidas, Por que me trazem sentimentos, Que às vezes causam dor e tormento… E também não sei lidar com as chegadas, Pois fico inquieto e desajeitado. Mas… se tem uma coisa inevitável, E que não está mais no campo do improvável, É que mais cedo ou mais tarde eu preciso…

Fé. Felicidade. Gratidão.

Mais um ano está chegando ao fim… E essa dimensão de tempo, com começo, meio e fim, só os seres humanos possuem. Para todo fim anunciado, existe um momento de recomeço, que não deve se resumir somente à datas e meses, mas a um olhar bondoso e de admiração pela a própria vida. Então… Tenha…

Um novo ano: 2018.

Mudanças…promessas… e transformações! Um tempo acaba e outro se inicia, Misturando recordações e esperança, Com lembranças e uma boa dose de perseverança! Fogos…bebidas… amigos e família! É um tumulto para celebrar o recomeço, E uma chance para agradecer, Ou simplesmente esquecer Aquele memorável tropeço. Vivemos num ciclo sem-fim, De altos e baixos, sorrisos e amargura,…