Felicidade como liberdade para recusar

A ideia de felicidade acolhe a percepção de algo que podemos ter, vivenciar como possibilidade de propriedade, e daquilo que me possui por um sentimento, por algo que me ofereceram. Quase sempre a ideia de felicidade vem como presença, raramente nos vem como possibilidade de ausência. O pensador genebrino Jean-Jacques Rosseau dizia: “a espécie de…

Beijo de saudade…

A distância e o querer, Que invade por inteiro, Às vezes me fazem crer, Que tudo não passa de uma recordação, E que em breve será esquecido! Aí eu uso como pretexto para a inspiração, A fim acordar meu corpo entorpecido, Aquele nosso encontro… Que é lembrança e ebulição, Possibilitando que eu possa novamente te…

O dia do meu aniversário!

O dia do próprio aniversário, pelo menos para boa parte das pessoas, é o momento onde há predominância basicamente da alegria, direcionada para ser compartilhada com aqueles que se tem carinho e respeito. Depois de um bom tempo tendo somente este tipo de comportamento (e não condeno que o faz), começo a olhar para tudo…

Confraternizar é humano!

Essa criação humana de datas, meses e anos para facilitar nossa compreensão da vida através de ciclos permite que tenhamos um (pseudo) controle sobre o nosso comportamento ao longo do tempo… e como é interessante observar isso. O final do ano chega e traz consigo uma quantidade enorme de bons sentimentos, alguns destes só estavam…

A dança não conhece forma ou limite

Como é curioso o ser humano, Embriagado pelo álcool e pela alegria, Quando se propõe a dançar, Tomado de euforia! Não existe tristeza nem cor de pele, Tampouco vontade que espere, Quando o desejo começa a aflorar, Fazendo o corpo pulsar, E despreocupadamente, transpirar! A dança não conhece forma, Não tem preconceitos nem normas, E…

Fábula “A Serpente e o vaga-lume”

Uma serpente estava seguindo um vaga-lume. Quando estava a ponto de comê-lo, o vaga-lume disse: “posso lhe fazer uma pergunta?” A serpente respondeu: “Na verdade eu nunca respondo a perguntas das minhas vítimas, mas, por ser você, vou permitir.” Então o vaga-lume perguntou: “Fiz alguma coisa para você?” “Não”, respondeu a serpente. “Pertenço a sua…