Se tem desejo…deve haver tempo para sacia-lo.

O desejo quando brota,

Nasce sereno e sem pretensões,

Incerto sobre sua potência,

Duvidoso sobre o que realmente importa.

É um mistério o seu sentir,

E uma alegria quando ativa a mente,

Pois desperta a fantasia,

A brincar com o atraente,

E com aquilo que nunca antes foi experimentado.

(Será?)

Na medida em que cresce,

Inquieta o corpo,

Por uma necessidade de querer saciar,

Uma vontade que parece não ter fim.

A fantasia que foi despertada,

Agora pulsa insistente,

Querendo de você um ato revolta…

Ou uma atitude boba e “inocente”:

Vai ficar olhando ou vai provar?

Você pode até tentar disfarçar,

Ou fingir que o desejo não existe,

Mas é fato, e não dá para negar:

Quanto mais você não aceitar,

A existência do tal desejo,

Mais intenso ele vibra no teu corpo.

E se nasceu sereno e sem pretensões,

Agora está pura agitação,

Que hora flerta sem nenhuma razão,

E hora deixa fluir excitação pela imaginação.

É um convite a olhar os fatos por outro ângulo,

Entendendo que isso é necessário,

Para estimular sua maneira de pensar,

Ou para incentivar a descoberta de novos prazeres.

Se tem desejo…deve haver tempo para sacia-lo,

Para da vida e da liberdade,

Aproveitar e se deleitar,

Sem bobagens ou castidade,

Apenas viver e se deliciar!

Por Ricardo Verçoza – Professor e escritor.

Siga o blog nas redes sociais!

Instagram: @pensebem.blog

Facebook: blog.pensebem

Twitter: @Blog_PenseBem

4 pensamentos sobre “Se tem desejo…deve haver tempo para sacia-lo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.