Livrar-se da estupidez geral.

É um tipo bem especial de bom senso. Essa estupidez geral é validada pelo fato de ser naturalmente difundida; e alguns que não se rendem à estupidez particular não sabem como escapar da coletiva.

Vulgaridade é não estar contente com a sua sorte mesmo quando ela é grande nem descontente com seu talento mesmo quando ele é mínimo.

Todos cobiçam a boa sorte alheia quando estão descontentes com a sua. As pessoas de hoje têm respeito pelas coisas de ontem e as de um lugar admiram as coisas estrangeiras: tudo do passado parece melhor e tudo o que é distante é mais desejado.

Tão tolo é quem ri de tudo quanto quem de tudo se queixa.

Baltasar Gracián, do livro “A arte da prudência”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.