O mundo das palavras: problemas, aprendizados e superação no livro “Mais forte do que nunca”.

Uma leitura revigorante!

Alguns livros me fazem pensar em aspectos da minha vida com provocações intensas e inquietantes, já que é possível adquirir conhecimentos a partir da perspectiva de outras pessoas – especialmente quando o assunto envolve emoções. Mas é claro que preciso estar com a mente aberta, porque muitas vezes preciso ter que confrontar aquilo que acredito como certo e errado, ou como fácil e difícil. Já faz um tempo que descobri a autora Brené Brown, tendo lido o livro “A coragem para liderar”. Hoje já conheço um pouco mais do trabalho dessa pesquisadora fantástica! O livro que quero deixa como sugestão para você agora é “Mais forte do que nunca – caia. Levante-se. Tente outra vez”, presente que ganhei do dia dos pais.

Brené traz uma narrativa bastante reflexiva onde aborda questões como vulnerabilidade, reconhecimento, descobertas, e também temas um pouco mais delicados, como a necessidade de assumir nossa história, a importância de lidar com expectativas, fracassos, vergonha, decepções, coração partido, e luto.

É o tipo de livro que pode ser resumido mais ou menos assim: “olha…a vida não como nos (antigos) filmes da disney…com tudo lindo e finais felizes. Às vezes as coisas não acontecem da maneira como você espera…mas está tudo bem, e se não está agora, um dia vai ficar”. Nem sempre é fácil amadurecer, e precisamos de muito esforço no contexto atual da sociedade para manter o equilíbrio e, apesar das quedas, seguir caminhando na vida. É o tipo de leitura que nos faz pensar sobre identidade, autoestima, medo, arrependimento e perdão.

No final da leitura a autora deixa um resumo das principais ideias de seus outros livros: “A coragem de ser imperfeito” e “A arte da imperfeição”. A seguir, deixo algumas frases que me chamaram atenção:

“[…] o medo e a escassez são os responsáveis por suscitar comparações[…]”. p.29

“Assumir a nossa história, amando a nós mesmo durante esse processo, é a coisa mais corajosa que podemos fazer”. p.55

“Por mais que o ressentimento, a decepção e a frustração nos façam sofrer, nós nos iludimos com a crença de que é mais fácil lidar com eles do que com a vulnerabilidade de uma conversa difícil”. p.125

“Amar com algum nível de intensidade e sinceridade é se tornar vulnerável”. P.145.

“Só quando conhecemos bem as nossas trevas podemos ter consciência das trevas alheias”. P. 153

“A autoconfiança é uma vítima comum dos fracassos”. P.191.

“Nossa história nunca é inteiramente boa ou ruim, e fugir do passado é a maneira mais certa de se definir por ele” (p. 230).

LIVRO: “Mais forte do que nunca – caia. Levante-se. Tente outra vez”

AUTORA: Brené Brown.

EDITORA: Sextante.

ANO: 2016.

Por Ricardo Verçoza – Professor e escritor.

Siga o blog nas redes sociais!

Instagram: @pensebem.blog

Facebook: blog.pensebem

Twitter: @Blog_PenseBem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.