“A vida não é trilho… é trilha!”

Tempo que vem e que passa, e aos nossos olhos rapidamente se vai, com o tanto de coisa para fazer, organizar, estudar, planejar…

Viver, com o tempo assim, se torna uma rotina…algo tão habitual que às vezes não aceitamos menos que a perfeição – mesmo sabendo que lá no fundo isso é pura utopia.

E aí vem o mundo real para nos fazer acordar desta utopia, lembrando-nos das obrigações que é ter que se adequar aos padrões da vida adulta.

Sendo humanos, e sujeito a erros, exageramos na carga emocional por aquilo que não está do jeito que queremos.

E a cada fração de felicidade ou momento encantador… festa de euforia ou prazer sem medida, vamos construindo a vida como se fosse trilhos…

Engessada… poluída… mecânica…

Sem emoção… sem ousadia… sem sonhos…

Mas você pode questionar: “mas sem trilhos não tem como sabermos para onde é o crescimento”.

Isso seria parcialmente verdade se os trilhos fossem realmente nossos. A vida construída como trilhos segue um script onde nós não somos protagonistas nem coadjuvantes: somos figurantes que mal tem representatividade.

“Mas os trilhos nos direcionam sempre para frente”, você poderia afirmar. Quem te disse essa pseudo verdade de que a vida é sempre para a frente?

Não amigo (a)… a postura de quem realmente aproveita a vida e enxerga seus ensinamentos é de flexibilidade.

Temos um momento de seguir em frente… para desafiar, superar ou esquecer… mas também temos um momento de parar, contemplar e respirar, ou talvez de voltar um pouco porque o caminho não era bem o esperado.

E quando a coisa está muito louca ou exige uma dose coragem, recomeçar pode ser uma boa escolha!

Então, a vida não tem (nem deve) ter nada de trilho… a vida é TRILHA.

É subir em lugares desconhecidos e descer tendo poucas certezas… é enfrentar os próprios limites com coração e corpo… é saber que os machucados vão aparecer, mas que eles não diminuirão a tua força…

É reconhecer o medo e a audácia para superá-lo… É desprender-se de quem te considera incapaz….

É ter consciência dos altos e baixos… é seguir no próprio ritmo e amadurecer na caminhada… É saber aprender com os erros e contemplar as pequenas vitórias até a glória.

A vida não é trilho… é trilha!

Como anda a sua trilha?

OBS: a frase-título foi retirada de um podcast sensacional chamado Mamilos… que por sinal recomendo muito!

Paz e bem.

Por Ricardo Verçoza – Professor e escritor.

Siga o blog nas redes sociais!

Instagram: @pensebem.blog

Facebook: blog.pensebem

Twitter: @Blog_PenseBem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.