O mundo do cinema: escolhas, investimentos e trapaça no filme “Jogo do dinheiro”

O que você faz com o dinheiro que ganha?

Bem… existe inúmeras respostas para essa pergunta: “eu gasto”, “eu coloco na poupança”, “eu tenho vários investimentos”. Algumas respostas demonstram a preocupação com o dinheiro e como fazê-lo render, já outras respostas demonstram uma certa falta de educação financeira. Não estou aqui para te julgar – longe de mim-, mas para te trazer uma provocação sobre que tipo de percepção você tem sobre o dinheiro – e se é necessário mudá-la.

Uma maneira interessante de refletir sobre a educação financeira foi a provocação levantada pelo filme “Jogo do dinheiro” (do original ‘Money Monster’). A narrativa traz Lee Gates (interpretado por George Clooney, de “Amor sem escalas”, “Solaris” e “Onze homens e um segredo”) como um excêntrico apresentador de programa de televisão sobre o mercado financeiro, onde usa seus conhecimentos sobre finanças e muita encenação para (tentar) convencer sua audiência de que as dicas que passa são valiosas.

Não só no filme, como também na vida real, nem tudo no mercado financeiro gera lucro ou é uma boa aposta. Lee, em um dos seus programas, destaca um investimento como uma boa aposta – mas acaba sendo surpreendido com uma grande perda pela empresa. Entre as várias pessoas que perderam dinheiro com a sugestão de Lee, está Kyle Budwell (Interpretado por Jack O’Connell, de “Invencível e “300 – a ascensão do império”), que decide fazer justiça com as “próprias mãos”. Kyle entra ao vivo no programa de Lee e o faz de refém querendo esclarecimentos sobre porque a empresa sugerida como bom investimento perdeu seu dinheiro.

A partir daí é uma sucessão de fatos, em meio a muita tensão, na busca da justificativa da empresa sobre a perda do dinheiro. A empresa tem como presidente Walt Camby (interpretado por Dominic West, de “O sorriso de Monalisa”, “Tomb Raider – a origem” e “300”), um executivo muito misterioso em suas atitudes. O filme ainda conta com a maravilhosa Julia Roberts, interpretando Patty Fenn, a diretora do programa de Lee. Patty acompanha e ajuda Lee desde o momento em ele é feito refém até o desfecho da história – mostrando tudo pela televisão.

A história, na minha opinião, nos faz refletir sobre o tipo de informação que recebemos para poder realizar os nossos investimentos, e hoje realmente precisamos pensar sobre isso por que atualmente estão cada vez mais sofisticadas formas de ganhar dinheiro fácil, mas que na verdade são pura dor de cabeça! Se você gostou da resenha, compartilha nas tuas redes sociais, e se já assistiu ao filme, deixa um comentário aqui! Disponível na Netflix!

TRAILER:

Filme: Jogo do dinheiro (do original ‘Money Monster’)

Direção: Jodie Foster.

Duração: 1h e 39 minutos.

Ano: 2016.

Por Ricardo Verçoza – Professor e escritor.

Siga o blog nas redes sociais!

Instagram: @pensebem.blog

Facebook: blog.pensebem

Twitter: @Blog_PenseBem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.