História contada: a relação entre meninos emocionalmente frágeis e machismo no documentário “The Mask You Live In”

Seja homem!

O que, de fato, podemos compreender como esta frase?

É para se impor? Resolver as coisas na violência? Praticar assédio para conseguir o que quer? Acreditar que o homem é superior as mulheres? Fazer coisas sem consciência da moral e da ética?

Se você perceber, a nossa sociedade é o mais puro reflexo da concepção onde o homem deve dominar, e que a verdadeira condição para ser “homem de verdade” está em viver acreditando que tudo o que está descrito acima deve ser uma realidade, até porque é tudo muito natural. Eu discordo disso e o documentário The Mask you live in”, ou “A máscara em que você mora” (disponível na Netflix e no Youtube) vai provocar para refletirmos sobre o real significado da frase “Seja homem” e como podemos quebrar um ciclo de violência e desrespeito.

E como começamos a pensar nisso? Pelas crianças. Quando pequenos, consciente ou inconscientemente os pais vão educando seus filhos como base em seus referenciais e também com aquilo que, culturalmente, se convencionou a ser “coisa de homem” e “coisa de mulher”. Por exemplo, falar sobre sentimentos é coisa de mulher… chorar em público é coisa de mulher… conversar é coisa de mulher… e tantas outras “coisas” que erradamente são inseridas nas cabeças das crianças, em especial dos meninos.

E qual o reflexo disso? Meninos que não dialogam sobre como estão se sentindo, que não compartilham seus problemas, que não exploram o verdadeiro sentido da frase “seja homem” e por isso tendem a resolver seus problemas com violência acreditando que esta é a ordem natural das coisas. Beber cedo e usar drogas são coisas de homem… resolver um acidente de trânsito com violência é coisa de homem… Tratar uma mulher como inferior e como objeto é coisa de homem. NADA DISSO É COISA DE HOMEM!

Não estamos educando nossos meninos para se sentirem seguros com sua masculinidade… mas precisamos, e é urgente. Não precisamos, ao criar um menino, inferiorizar a mulher ou fazê-lo entender que tudo se resolve com violência. A masculinidade é construída na valorização e respeito a todos, sejam homens e mulheres. Então, sugiro para você, professor, psicólogo, profissional da saúde, e especialmente os pais, que vejam esse documentário, que pensem e repensem como estão influenciando a capacidade psicológica dos meninos de hoje para que eles possam ser homens saudáveis amanhã. Como pai repensei muitas coisas para meu filho, que acabou de nascer e me vi muito em tudo o que é debatido por especialistas ao longo do documentário e também pelos depoimentos de meninos e homens. VALE A PENA ASSISTIR!

Documentário: The Mask you live in”, ou “A máscara em que você mora”.

Direção: Jennifer Siebel Newsom

Tempo: 1h 34m

Ano: 2015

Link no Youtube:

Paz e bem.

Por Ricardo Verçoza – professor, escritor e mestrando em Indústrias Criativas.

@CapitaoCoragem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.